Sabe por que alguém gostaria de fazer sexo selvagem? Existem diversas razões pelas quais as pessoas aproveitam as formas mais brutas de brincadeiras sexuais. Talvez a mais comum seja a extensão dos papéis de dominante e submisso que são inerentes ao sexo, mesmo ao sexo mais comum. Alguns especulam que o sexo selvagem pode também representar um escape psicológico para algumas pessoas, talvez permitindo que elas liberem inibições e frustrações.

Finalmente, embora as pessoas normalmente não associem dor com prazer, é bem sabido que a dor gera uma descarga de endorfinas pelo corpo. Muitas pessoas sentem essa descarga imediatamente após uma sensação de dor (na maioria das vezes devido à liberação de adrenalina), uma vez que percebem que não existe perigo imediato. A remoção do aspecto perigoso da fonte de dor permite que o corpo sinta a adrenalina passando pelo corpo como uma sensação prazerosa. Devido a isso, a dor infligida durante o sexo selvagem aumenta a experiência sexual.

Independentemente das razões, algumas pessoas gostam de explorar maneiras de aumentar a intensidade de suas atividades sexuais. Existe uma variedade de coisas que podem ser feitas para tornar o sexo mais “bruto”. Você pode praticar estas e combiná-las da maneira que preferir (e da maneira que seu parceiro desejar, é claro).

 

1. Rasgar as Roupas

Tirar as roupas de seu parceiro as rasgando, especialmente suas calcinhas e as cuecas, pode ser uma maneira excelente de adicionar um pouco de brutalidade às suas brincadeiras sexuais, especialmente aquelas no “calor do momento”. Você precisa ter cuidado no entanto, porque alguns materiais são bem fortes e você vai acabar machucando a pele ao invés da roupa. Você também precisa ter certeza de não estar danificando algo que tem muito valor para seu parceiro.

 

2. Mordidas

Morder seu parceiro é uma maneira excelente de introduzir um pouco de sexo selvagem ao relacionamento, e pode ser feito de diversas maneiras e intensidades. Talvez os lugares mais comuns para morder seu parceiro sejam os mamilos, ao mesmo tempo em que você lambe e suga normalmente. Outros lugares sensíveis a mordidas incluem o pescoço, a parte interna das coxas, e as nádegas, e em alguns casos, até mesmo os genitais. O mais importante aqui é não morder tão forte, ao menos não no inicio.

 

3. Puxar os Piercings

Puxar e mexer nos piercings de alguém é similar a morder, se a pessoa os tem nos lugares certos. Muitas pessoas têm piercings nos mamilos, por exemplo, e ter esses puxados durante um sexo selvagem pode aumentar o erotismo da mesma maneira que as mordidas fazem. Novamente, você tem que tomar cuidado para não puxar tão forte que pode acabar sangrando e machucando bastante.

É comum que os homens segurem nos ombros de sua parceira durante o sexo de quatro. O próximo passo pode ir mais a frente é pegar um punhado de cabelos e os puxar. Puxar os cabelos pode ser usado simplesmente para causar dor ou expressar dominação. Além de permitir ou pedir que ele faça isso, você também pode agarrar um punhado dos cabelos de seu parceiro e forçá-lo a fazer sexo oral em você, etc.

 

5. Golpeando/Estapeando

A sensação de levar uns tapas gera uma corrente de endorfinas pelo corpo. Muitas pessoas sempre gostaram de ser estapeadas durante o sexo, pelo menos de maneira leve. Aumentando a intensidade dos tapas nas nádegas pode aumentar a intensidade de suas brincadeiras sexuais e chegar a um sexo selvagem realmente excitante. Ter seus seios estapeados é um passo a frente de tê-los mordidos e você pode desejar descobrir como é isso. Algumas pessoas até ficam excitadas de tomar tapas no rosto.

Uma coisa que você precisa pensar é se suas atividades vão deixar marcas ou hematomas. Tirando os problemas que podem surgir devido a esse tipos de marcas no trabalho, alguém (como a polícia) pode confundir essas marcas como sinal de abuso doméstico e prender seu parceiro. Seus amigos podem suspeitar de algum abuso também.

 

6. Atividades de Restrição Leves

Restrições leves incluem usar coisas como algemas, cordas e outras restrições para prender os participantes. Fazer isso vai permitir que o outro parceiro faça qualquer tipo de ato sexual imaginável com a pessoa que está amarrada. A restrição trabalha com o medo primitivo de “perda de controle” que muitas pessoas têm, mas em condições controladas. Você pode querer experimentar usar presilhas nos mamilos, genitais, ou outras partes sensíveis do corpo. Mesmo na falta de qualquer outro equipamento, segurar os punhos de seu parceiro ou seu corpo sob o seu já pode ser suficiente para intensificar um pouco as coisas.

 

7. Jogar o seu parceiro

Isso exige uma grande quantidade de confiança e conforto, e deve ser praticado de uma maneira que não fique bruto demais e vocês acabem quebrando alguns ossos, se ferindo, ou ferindo seu parceiro (sem falar dos móveis que possam estar no caminho).

 

8. Interpretação de Estupro

Muitas mulheres (e alguns homens) têm fantasias de serem usados sexualmente à força. Aqueles que não compreendem a psicologia por trás da fantasia de estupro podem confundir isto com alguém querendo ser estuprado. É claro que nada podia estar mais longe da verdade. A ideia geral é que, embora a pessoa esteja sendo “foçada” a fazer sexo, na realidade a “vítima” ainda tem o controle. Eles podem parar o que está acontecendo a qualquer momento, ou podem confiar na pessoa que as está “estuprando ” o suficiente para permitir que continuem o que estavam fazendo.

A interpretação de estupro pode consistir de ser amarrado, e o outro parceiro o forçar a fazer atos de sexo selvagem, ou ele fazer atos sexuais na vitima. Em alguns cenários, pode existir um acordo anterior onde um parceiro surpreende o outro em um momento aleatório e o “estupra”. Qualquer um desses podem envolver alguns dos atos de sexo selvagem mais intensos mencionados anteriormente e quaisquer outros que o casal possa querer tentar.

Já que o sexo selvagem normalmente envolve dor, é importante saber suas limitações e as de seu parceiro. Uma palavra de segurança é uma palavra ou frase que pode ser usada para indicar ao outro que ele está indo longe demais e precisa parar. A palavra precisa ser algo que vocês normalmente não diriam durante o ato sexual. Escolha uma palavra e tenha certeza de que seu parceiro sabe e sabe o que significa.

Algumas pessoas estão bem felizes com o sexo comum e normal. Eles raramente se desviam de uma ou duas posições sexuais básicas, ou talvez nunca tentem avançar seus limites pessoais. Outros, no entanto, gostam de explorar algum aumento na intensidade de suas atividades sexuais. O sexo selvagem, animalesco, aumenta a excitação entre os parceiros e pode tornar o sexo muito mais interessante e satisfatório